segunda, 11 de dezembro de 2017
Cidades
Compartilhar:

Cartazes por todos os lados causam poluição em JP

Beto Pessoa / 06 de dezembro de 2017
Foto: ASSUERO LIMA
Cartazes de shows, placas de vendas, adesivos de aluguel de imóveis. As áreas urbanas de João Pessoa estão repletas de anúncios dos mais variados tipos, propagandas que muitas vezes nem têm mais serventia, dado o tempo que foram afixadas, enfeando os espaços públicos e causando desconforto em quem transita por essas áreas.

O bairro de Mangabeira, Zona Sul de João Pessoa, é um dos mais comerciais e populosos da Capital. Lá, os anúncios são incontáveis e, para quem transita na região, não contribuem em nada para o conforto visual. É o caso da diagramadora Maria da Conceição, 42 anos, que circula pela região diariamente.

“Deveria ter um controle maior. Esses anúncios de shows, por exemplo, eles colam cartaz em cima de cartaz. Deixam as propagandas velhas e colam novas em cima, vai só acumulando. Outras vezes deixam uma propaganda de evento por semanas, a gente fica desinformado, porque pensa que vai ter um evento que já passou. Muitas não têm serventia, só deixam tudo mais feio”, disse.

A aposentada Nara dos Santos compactua da mesma ideia. Ela todo dia anda pelo comércio de Mangabeira e diz que as publicidades desenfreadas se unem aos outros problemas daquela região, tornando um dos bairros mais populosos da cidade também um dos mais sujos.

“Aqui perto temos a feirinha, que vive muito suja, com restos de comida no chão. Aí nos postes temos esse monte de propaganda, cartazes pregados nas paredes. A gente nem consegue entender do que se trata, de tanta coisa junta que eles pregam. Isso o povo arranca, também cai no chão e suja ainda mais as ruas”, disse.

Placas. Outra problemática que tem crescido são as placas publicitárias colocadas no local de tráfego dos pedestres. O cadeirante Leonardo Monteiro, 25 anos, transita pela região duas vezes por semana, quando vem do Geisel fazer compras no Mercado de Mangabeira. Ele diz que tem aumentado a instalação de placas e letreiros nas calçadas, atrapalhando seu direito de ir e vir. “Eles colocam para fazer a propaganda deles, mas atrapalham a gente. As calçadas já não são tão boas de andar, ainda temos que desviar dessas placas que os comerciantes colocam. Deveria ter mais fiscalização”, disse.

Relacionadas