quarta, 19 de setembro de 2018
Campina Grande
Compartilhar:

Boqueirão quase seco faz Cagepa ampliar racionamento na região de Campina

Francisco José e Fernanda Figueirêdo / 08 de julho de 2016
Foto: Antonio Ronaldo
A Companhia de Água e Esgotos da Paraíba (Cagepa) divulgou nessa quinta-feira (07) o novo cronograma de distribuição de água em Campina Grande.  Com  a mudança, a cidade vai ser dividida em duas zonas. Na modalidade atual, a população é abastecida quatro dias por semana. Com o novo cronograma, em cada zona, a água permanecerá menos de três dias nas torneiras dos consumidores. Nenhuma das duas zonas terá água aos domingos. O gerente regional da Cagepa em Campina Grande, Ronaldo Meneses, explicou que, a  mudança é decorrente do nível crítico atingido pelo Açude Epitácio Pessoa, localizado no município de Boqueirão.

Único manancial responsável pelo abastecimento à população campinense e de mais 18 cidades, o reservatório amanheceu ontem com 8,5% de sua capacidade de armazenamento, correspondente a 34,92 milhões de metros cúbicos. A capacidade total do Açude é superior a 411 milhões de metros cúbicos. O atual é o nível mais crítico registrado desde que o reservatório foi inaugurado em 1957. Em 1999, quando ocorreu o último racionamento, o açude estava com 14,5% do seu volume total.

Ronaldo salientou que, a modalidade de distribuição adotada em Campina não valerá para as outras 18 cidades abastecidas pelo Açude de Boqueirão. “Cada uma dessas cidades terá um cronograma específico de abastecimento”, afirmou o gerente. A relação dos bairros que integrarão as duas zonas da cidade será divulgada hoje pela Cagepa.  De acordo com o gerente da Cagepa tanto o início quanto o término do período de abastecimento poderão sofrer variação. “Temos que levar em conta a disposição geográfica,  a topografia de cada área; a tipologia, que é a posição da rede e dos mais de 20 reservatórios”, disse Ronaldo.

A alteração no cronograma é regulamentada pela Resolução 960/2015 da Agência Nacional de Águas (Ana); e da Agência Estadual de Gestão de Águas da Paraíba (Aesa). De acordo com essa resolução, a Cagepa só pode retirar por mês, 650 litros de água por segundo do Açude de Boqueirão. Desde o ano passado, toda a zona urbana de Campina Grande vinha sendo abastecida de acordo com um único cronograma de distribuição. A água chegava às torneiras a partir das 5h da quarta-feira e desaparecia após as 17h30 do sábado.

Mudança preocupa

Preocupados com a mudança no racionamento, hotéis e restaurantes ainda estudam alternativas que deem conta de abastecer seus estabelecimentos durante os cinco dias sem água nas torneiras. O armazenamento de água e a conscientização de funcionários e clientes ainda são as manobras mais citadas, embora os gerentes temam que só isso não resolva o problema.

“Estamos driblando o atual racionamento, de sábado a quarta-feira, já dentro do limite, apertando o laço para não deixar que o hotel fique sem água. Temos uma cisterna de 80 mil litros. Agora, diante do anúncio de menos dias sem água na torneira, devemos reunir a administração juntamente com o chefe de manutenção para pensar em um plano B, que provavelmente será o abastecimento de carro-pipa”, disse Washington Souza, gerente do Garden Hotel, localizado no bairro Mirante.

Segundo Washington, outra medida que tem diminuído o gasto do hotel é a conscientização de funcionários e hóspedes. “Nos quartos existem avisos sugerindo o reaproveitamento de toalhas e lençóis de cama, é claro que fica a critério do cliente. Também alertamos para não deixar torneiras abertas por muito tempo e sempre conferimos se existem vazamentos nos quartos”, afirmou.

Em médio prazo, o hotel espera instalar uma rede de tratamento de esgoto para reutilizar a água para descargas e irrigação, como também armazenar a água das próximas chuvas. Já a proprietária do restaurante Lay China, no centro da cidade, lamentou a ampliação e disse que até o momento a única ideia que tem em mente é tentar aumentar a capacidade de armazenamento em sua cozinha. O estabelecimento consome, em média, 667 litros por dia, o que equivale a 20 mil litros por mês.

Novo cronograma de abastecimento:

Zona 1 - é abastecida das 5h de segunda-feira à meia-noite de quarta-feira.

Zona 2 – Abastecimento começa às 5h da quinta-feira e termina às 13h do sábado

 

 

Leia Mais

Relacionadas